.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. RASTREIO AUDITIVO NEONATA...

. MIELOMA MÚLTIPO

. "A DOR MENTE"

. MAIS BENEFÍCIOS DO CAFÉ

. SEMANA DA INCONTINÊNCIA U...

. HIV E SIDA

. BOAS FESTAS

. SUGESTÕES DE TEMAS?

. HIPERPLASIA BENIGNA DA PR...

. ENDOMETRIOSE

.arquivos

. Junho 2012

. Janeiro 2012

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

HIPO E HIPERTIROIDISMO

 

A Glândula Tiroideia é uma glândula localizada anteriormente à traqueia, responsável pela produção das Hormonas Tiroideias.

Quando há uma disfunção nesta glândula, a produção das hormonas tiroideias fica alterada.

Se há uma insuficiência na produção de T3 e T4 (as hormonas tiroideias activas), geralmente devido a uma falha na tiróide, na hipófise ou no hipotálamo, há uma diminuição do metabolismo basal, o que resulta numa situação patológica denominada hipotiroidismo. Os principais sintomas desta doença são bradicárdia (diminuição da frequência cardíaca), bradipneia (diminuição da frequeência respiratória) e dispneia (dificuldades respiratórias), anorexia, anemia, sonolência, letargia, pele fina e seca, obesidade, depressão, confusão, pálpebras caídas, fala lenta e voz rouca, ...

Na situação contrária, o hipertiroidismo, ocorre uma produção excessiva de hormonas tiroideias e, consequentemente, uma intensificação dos efeitos por estas produzidos. Assim, os principais sintomas são: aumento da frequência cardíaca (taquicárdia) e respiratória (taquipneia), diarreia, osteoporose, nervosismo, irritabilidade, hipercinésia, pele quente e húmida, calafrios, tremor, perda de peso com manutenção do apetite, hipertensão arterial, insónias, olhos salientes e avermelhados...  A doença de Graves é um exemplo de hipertiroidismo numa doença auto-imune, em que o próprio organismo produz anticorpos para que estes destruam as células da glândula tiroideia.

O hipotiroidismo é tratado com a substituição da hormona tiroideia deficiente, através de preparados orais, particularmente a hormona sintética T4. Uma alternativa é a remoção de hormonas tiroideias de animais, embora a forma sintética seja mais segura e mais usada. No entanto, é necessário bastante cuidado com as doses excessivas desta hormona de substituição, que pode ter graves efeitos secundários sobretudo em pessoas idosas. Geralmente, a medicação deve ser tomada durante toda a vida. Em casos urgentes, a hormona pode ser administrada por via endovenosa.

O hipertiroidismo pode ser tratado farmacologicamente, pela extracção cirúrgica da glândula ou ainda pelo tratamento desta com iodo radioactivo.

 

publicado por Dreamfinder às 22:42

link do post | comentar | favorito
23 comentários:
De O_Resistente a 7 de Novembro de 2007 às 23:13
Olá boa noite,Drª Vânia,espero que não leve a mal trata-la assim,mas sou um utente assisuo deste seu blog,este assunto da Tiróide,é que tenho uma vizinha,casada e com 2 filhos uma menina com 3 anos e um rapaz com 7,mas para além de vizinhos são amigos e ela teve que fazer o último tratamento de que falou,que penso que foi de iodo
radioactivo,acontece que os 2 filhotes têm alguns problemas respiratórios,a doença será hereditària?
Pergunto só por curiosidade,nunca lho iria dizer,mas é como se lhe estivesse a falar de um Familiar,para ficar mais descansado e informado.
Obrigado e até á próxima.
Já agora eu lá vou andando com a minha E.M.,sem grandes surtos Graças a Deus.
De Dreamfinder a 9 de Novembro de 2007 às 16:02
Olá, tudo bem consigo?
É sempre bom recebê-lo no meu blog.

Quanto à sua dúvida, na maioria dos casos, o hipertiroidismo não é transmitido hereditariamente. Tem como causas principais disfunções imunológicas, tumores tiroideus, ingestão excessiva de iodo, o stress, o tabaco, a exposição a radiação ao nível do pescoço, alguns vírus... No entanto, um dos tipos mais vulgares de hipertiroidismo - a doença de Graves - pode ocorrer de forma familiar, embora seja bastante rara a causa hereditária. As mulheres com mais de 20 anos representam um grupo de risco.
No que diz respeito ao hipotiroidismo, o papel familiar já é mais relevante. Uma das causas desta patologia são defeitos hereditários na síntese das hormonas tiroideias.

Entretanto, e porque me falou no tratamento com iodo radioactivo, lembrei-me de uma situação bastante frequente. Este tratamento costuma ser eficiente, mas um dos seus efeitos secundários a longo prazo é o contrário ao que originou a doença, ou seja, hipotiroidismo. Ingerido por via oral, o iodo radioactivo introduz muito pouca radioactividade no corpo na sua forma geral, concentrando-se na glândula-alvo da terapêutica. Assim, o iodo destrói uma parte da glândula tiroideia. Apesar da regulação médica que é realizada, muitas vezes a glândula acaba por perder a sua funcionalidade e produzir insuficientemente hormonas tiroideias. Cerca de 25% dos doentes tratados com iodo radioactivo, sofrem de hipotiroidismo um ano depois do tratamento, mas com o passar dos anos esta percentagem aumenta significativamente. Claro que este não é um problema grave, já que o que se faz nestes casos é uma terapia de substituição hormonal. O paciente toma diariamente um comprimido para compensar a sua carência destas hormonas.
Espero tê-lo esclarecido.

Sempre à disposição.
Cumprimentos.
De Maria Godinho a 8 de Fevereiro de 2008 às 17:39
Dra Vânia. Dois dias depois de ter feito tratamento com iodo radioactivo para o hipertiroidismo, estive em contacto social com uma grávida (36 semanas). Despedi-me com dois beijinhos e estive a conversar com ela cerca de 45 minutos. O contacto era para ter sido mais breve mas prolongou-se inadvertidamente. Agora estou deveras preocupada. Agradecia que me esclarecesse sobre o perigo potencial deste contacto. Muito obrigada.
De Malu a 3 de Julho de 2008 às 14:32
Olá Dra Vânia, tive um nódulo há sete anos. Na altura a tiroide estava bem, mas fui operada para remover o nódulo e só recentemnte soube que tinham retirado metade da tiroide. Há dois meses atrás após um período de stress, taquicardia e risc de enfarte, foi me diagnosticado hiperiroidismo. No entanto, engordei cerca de 5 quilos e continuo a engordar agora que estou a tomar metibasol.É Normal?
Obrigada
De Dreamfinder a 6 de Julho de 2008 às 08:38
É normal que recupere algum peso perdido devido ao hipertiroidismo já que esta condição aumenta o metabolismo basal e, assim, leva a uma perda de peso. De qualquer forma, o melhor será sempre ser examinada pelo seu médico. Cumprimentos.
De samanta paralta a 18 de Dezembro de 2010 às 10:52
já está melhor? Passa-se o mesmo com a minha mãe. estou muito aflita! Ela sente-se a abafar desde há um mês, quando começou com o metibasol!
De marcia a 18 de Agosto de 2008 às 13:45
ola meu nome é Marcia, meu namorado tem hipertireoidismo, e tenho muitas duvidas sobre a doença...se não for muito encomodo poderia me tirar muitas duvidas ?
os olhos dele são saltados para fora , ele toma todos os dias um comprimido , ele diz que é para controlar a tireoide. bom ele é muito teimoso, as vezes para de tomar o comprimido por conta propria. por favor me esclareça isso pode trazer riscos a ele?
obs:se possivel gostaria que me indicase algum lugar para que eu possa esclarecer mais as minhas duvidas, para poder cuidar melhor do meu namorado .
desde ja agradeço sua atençâo.

obrigada
De Joao a 29 de Setembro de 2008 às 21:25
Olá´,

Foi-me diagnosticado hipotiroidismo, pelo que estou a ser medicado. No entanto, numa consulta de clinica geral o médico disse que achava que o diagnóstico estava errado pelo que fiquei bastante confuso :(

Os valores das análises foram:

Tudo normal com excepção de:
TSH - 7.99 0,46-4.7
AAT - 180 <60
AAM - 310 <60

Como me continuo a sentir mal, gostava de saber se é mesmo hipotiroidismo o que tenho e não Hipo,

Obrigado,

João
De Anónimo a 29 de Setembro de 2008 às 21:28
Desculpe o lapso no fim. Queria saber se tenho hiper em vez de hipo.

João
De Margarida Vasconcellos a 16 de Abril de 2009 às 17:25
Boa tarde Dra Vania,
Tenho Hipotiroidismo auto-imune controlado já há cerca de 10 anos. Tenho ido aumentando a dose de eutirox de acordo com os conselhos da minha endocrinologista. Sempre quis ser dadora de sangue e nunca deixaram por a minha doença ser auto-imune. O mesmo caso acontece para doação de medula? Também não convem doar? E já agora qualquer outro tipo de órgãos? Posso alguma vez ser dadora ou por ser uma doença auto-imune nunca poderei?

Obrigado,

Margarida Paes de Vasconcellos
De Dreamfinder a 14 de Junho de 2009 às 11:46
As doenças auto-imunes sao uma das contra-indicações para doação de sangue e órgãos pelos riscos de reacção no hospedeiro (receptor do transplante). Logo, não é aconselhável.
De ana a 3 de Setembro de 2009 às 21:18
olá boa noite DRa.Vânia eu gostaria de saber se tenho algum problema na tiróide,pois a minha mentruação é muito irregular nenhum médico me dá resolução ao meu problema chego a estar 6, 7 meses sem menstruação não consigo ganhar peso não tenho apetite então agora estou numa fase como nunca,tenho 2 filhas uma de 10 anos outra de 8 anos,já não sei onde mais hei-de recorrer,andava na consulta de ginecolodia no hospital garcia de orta em almada o médico dava-me medicação e dizia-me se lhe aparecer toma assim se não lhe aparecer toma assado(força de expressão) até que desisti a médica de ginécologia mamária ainda teve a coragem de me dizer que os meus ossos se vão mdesfazer todos.obrigado e boa noite.









De Sandra Martins a 8 de Novembro de 2009 às 20:02
Boa noite, doutora.
Eu descobri que sofria de hipertiroidismo, mas ao ver a sintomatologia observei que provoca perda de peso, mas só que a mim, como sofro de intestinos presos, não perco peso mas ganho peso, pois tenho 32 anos e peso 71,9kg. gostaria que dissesse se é normal?
obrigado
De Anónimo a 14 de Fevereiro de 2010 às 16:43
Olá!
Sou estudante de Medicina Nuclear e gostaria de saber se alguém pode sofrer de hipertiroidismo e hipotiroidismo simultaneamente? Aguardo esclarecimento..obrigada!
Joana Silva
De mafalda pereira a 9 de Maio de 2010 às 16:43
olá, podia me dizer todos os efeitos secundários do iodo radioactivo?. Eu tomo propiltiouracilo há 3 anos para controlar hipertiroidismo . o t3 e t4 estão controlados mas o tsh continua anormal. A minha medica aconselha iodo radioactivo mas eu tenho mto medo.

obrigada, agradeço qualquer informação que me podia dar sobre este assunto

Comentar post

.links